como fotografar com flash

Como fotografar com flash? Aprenda agora a usar esse importante equipamento

abril 29, 2019

COMPARTILHE

Como fotografar com flash? Essa é uma das maiores inseguranças de quem está começando na fotografia. Até quem já atua há um tempinho na área, vira e mexe, fica com alguma dúvida em relação ao uso do flash.

O flash é visto como um vilão por muitos fotógrafos. Em vários lugares é possível encontrar o conselho: “Não use o flash, prefira luz natural.” Usar a luz natural realmente é a melhor escolha na maioria das situações, mas o flash pode ser um grande auxiliar até mesmo para fotografar em lugares onde o sol está radiante.

Ficou confuso? Calma! Neste artigo, te explicamos tudo!

Quando devo tirar uma foto com flash

O flash não é apenas o salvador dos seus retratos noturnos. Ele também é extremamente importante em algumas situações, que listamos abaixo.

Preencher sombras

Parece estranho, mas um dos melhores usos do flash é em dias ensolarados. Isso porque a luz do sol costuma criar sombras muito duras nas pessoas ou objetos fotografados.

Usando o flash, você consegue preencher essas sombras e suavizá-las. Assim, a exposição do assunto principal da sua foto fica em equilíbrio em relação ao fundo.

Essa técnica de fotografia com flash é conhecida como “flash de preenchimento”. Ela também é muito utilizada quando o plano de fundo é mais brilhante que a modelo da foto, por exemplo.

Criar sombras

Por ser uma fonte de luz, o flash é capaz de criar sombras. Em alguns lugares, as sombras não são muito bem-vindas. Mas quando feitas de forma proposital e controlada, elas podem deixar a fotografia mais interessante, já que aumenta relevos e inclui texturas.

Você pode fazer alguns testes dessa técnica de fotografia com flash utilizando um vaso. Coloque-o na frente de uma parede lisa e use a luz contra o objeto, jogando sombra na parede.

Congelar pessoas

Outra função importante do flash, que já falamos no artigo “Aprenda 6 técnicas de como fotografar com pouca luz”, é a de congelar as pessoas que estão em movimento em uma cena.

O flash joga sobre o objeto uma grande quantidade de luz em um curto espaço de tempo. Ao acertar o objeto ou as pessoas em cena, essa luz faz uma marca no sensor que não se apaga. Essa marca faz com que a gente enxergue a cena congelada.

Essa técnica de como fotografar com flash é especialmente interessante para ser usada em eventos, como casamentos e festas, no qual você busca fotos espontâneas de pessoas que estão se locomovendo o tempo todo ou até mesmo dançando.

Normalmente, quando você aciona o disparador da câmera, a primeira cortina do obturador abre, possibilitando a entrada de luz. Depois de passado o intervalo de exposição, a segunda cortina se fecha.

Você pode configurar seu flash para disparar na primeira ou na segunda cortina. Faça o teste e veja os resultados. Fotografia é isso: experimentação!

Blog IpsisPro como-fotografar-com-flash-2 Como fotografar com flash? Aprenda agora a usar esse importante equipamento

Destacar pessoas

O uso do flash também te permite destacar a pessoa fotografada do cenário. Como a pessoa estará menos iluminada que o fundo, a imagem obtida dará a impressão que a pessoa está descolada do local. Esse tipo de fotografia parece até montagem.

Brilho

O reflexo do flash em superfícies lisas pode ser muito bem-vindo em algumas situações, principalmente nas imagens para publicidade.

Para conseguir esse efeito de brilho, use a luz diretamente sobre vidros, joias, metais ou até mesmo plásticos. Os objetos irão ganhar uma aparência mais sofisticada.

Criar efeitos

Assim como as sombras e o brilho, você pode criar outros efeitos utilizando o flash e tornar suas fotos mais originais e criativas.

Para fazer isso, o ideal é testar diversas potências de flash e usar rebatedores.

Como fotografar com flash

O modo preferido pelos profissionais que sabem como fotografar com flash é o TTL, que significa Through-the-Lens (através da lente).

O TTL funciona da seguinte forma: antes do disparo do flash “oficial” é emitido um pré-flash que mede a luz necessária para iluminar o objeto em questão. Esse pré-flash é tão rápido que é invisível aos nossos olhos.

Esse sistema possui em praticamente todos os flashes. No entanto, nos flashes externos, ele tem um adicional: permite que o fotógrafo regule a sua potência manualmente.

Vamos a um exemplo prático de como regular a luz do flash. Em um cenário onde o branco é predominante, a sua reflexão é muito grande. Assim, o sistema TTL entende que não é necessária muita quantidade de luz na cena. Então, ele dispara uma carga menor de luz do que a necessária, deixando a foto subexposta. Neste caso, você deve ajustar a compensação do flash entre +1/3 e +3.

Por outro lado, em ambientes onde o preto predomina, o sistema TTL entende que a cena precisa de muita iluminação. Assim, ele joga uma carga muito grande de luz no objeto, “estourando” a imagem. Logo, o ideal é ajustar a compensação do flash entre -1/3 e -3.

Se a cena tiver um equilíbrio de preto e branco, não é necessário interferir no funcionamento do flash, porque ele irá automaticamente usar uma carga meio-termo de luz.

Como determinar a quantidade correta de flash? Aí, meu amigo, é uma questão de tentativa e erro e de experiência.

No vídeo abaixo, o fotógrafo Cézar Augusto ensina de forma bem completa como usar o flash externo para fotografar eventos.

Problemas causados pelo flash e suas soluções

Que o flash às vezes erra, isso é um fato. Mas existem técnicas que evitam esses erros e podem te ajudar e muito a captar imagens em melhor qualidade.

Olhos vermelhos

Os olhos vermelhos nas fotos são causados pela luz que entra no olho da pessoa antes que a pupila consiga se fechar. Essa luz reflete o sangue no fundo dos olhos.

A solução para esse problema está no próprio pré-flash. Ele faz com que a pupila se feche antes do flash principal ser disparado.

Outra solução é colocar o flash mais longe da pessoa a ser fotografada. No entanto, isso não é possível ser feito com o flash da câmera. É preciso utilizar um flash externo.

Luz dura

Para não usar o flash, muitos fotógrafos argumentam que ele produz uma luz dura e intensa, gerando testas e narizes brilhantes em retratos, por exemplo.

Mas há uma solução: basta difundir a luz do flash. Uma forma de fazer isso é encaixando um pequeno softbox no flash. Há diversas formas e tamanhos de softbox.

Se você usa flash pop-up (flash interno), você pode difundir a luz colocando um pedaço de papel de seda, vegetal ou translúcido na frente dele.

Já quem utiliza flash externo ou possui uma câmera que conta com um flash com inclinação ou giro de cabeça pode rebater a luz em uma grande superfície, como um teto ou uma parede. Isso deixará a iluminação mais suave no objeto ou pessoa fotografada.

Você não precisa mirar o flash diretamente no assunto principal da sua foto.

Movimento borrado

Para que um movimento borrado fique perfeito na imagem captada, você não pode usar o flash na primeira cortina do obturador. Isso faz com que o borrado do movimento fique na frente da modelo ou do objeto que está se movendo.

Uma das técnicas de como fotografar com flash é usá-lo na segunda cortina. Isso faz com que o borrão fique atrás do objeto que se move, captando uma imagem mais natural.

Blog IpsisPro como-fotografar-com-flash-3 Como fotografar com flash? Aprenda agora a usar esse importante equipamento

Atmosfera de pouca luz

Em algumas cenas, o flash é a sua única fonte de luz. No entanto, ao utilizá-lo, você percebe que ele está quebrando a atmosfera de pouca luz que você havia pensado para a foto.

Neste caso, o que você deve fazer é ajustar a compensação de exposição do flash de modo que você possa reduzir a quantidade de luz emitida e conseguir captar a ambientação que você desejava com pouca luz e sem perder qualidade da imagem.

Mas não é só saber como fotografar com flash que irá garantir a qualidade das suas imagens. Para que elas saiam perfeitas, elas precisam de uma boa impressão! Por isso, na hora de imprimir o fotolivro do seu cliente, a escolha de uma gráfica renomada é crucial.

Além de garantir a qualidade na impressão e no acabamento dos álbuns, a IpsisPRO tem expertise em gerenciamento de cor que fará com que suas fotografias fiquem ainda mais lindas, vivas e emocionantes.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS:

FABRICA BLOG - 1

Sobre a IpsisPro

Transformamos ideias em imagens que saltam aos olhos! Seus clientes vão poder desfrutar do mesmo requinte de livros de arte e de renomados fotógrafos brasileiros através dos trabalhos da IpsisPRO.

Depois de mais de 70 anos no mercado e já consolidada como referência na América Latina em qualidade de impressão e tratamento de imagem, lançamos uma plataforma que proporciona o mesmo requinte de livros de arte para trabalhos de fotógrafos profissionais.

Fique por dentro das nossas novidades

Newsletter