como fotografar com pouca luz

Aprenda 6 técnicas de como fotografar com pouca luz

abril 8, 2019

COMPARTILHE

É consenso entre os fotógrafos que quanto mais luz, melhor! No entanto, nem sempre esse fator está disponível em abundância. Aí que entra a pergunta: como fotografar com pouca luz?

Em festas de casamento, por exemplo, é comum termos pouca iluminação. Nessas horas, para manter a boa qualidade das fotos é preciso se utilizar de técnicas que possibilitam a criação de imagens magníficas em ambientes com iluminação precária.

Como fotografar com pouca luz

Técnicas de fotografia com baixa iluminação

Para aprender como fotografar com pouca luz você precisa entender e dominar 3 variáveis importantes: ISO, diafragma e velocidade ou tempo de exposição.

ISO

A principal recomendação para tirar uma boa foto com pouca luz é usar o ISO mais alto da sua câmera. Isso diminui o tempo de disparo, já que mais luz será captada pelo sensor.

No entanto, ao selecionar um ISO maior, você precisará lidar com um efeito colateral: a maior sensibilidade. Nessas condições, há um grande risco da foto granular.

Como equilibrar essa situação? Uma opção é utilizar uma lente 18-55 mm. Você também pode usar um quadro angular ou trabalhar o detalhe escolhendo a opção macro. Com essas alternativas, você terá resultados surpreendentes.

Uma outra sugestão para contornar os efeitos do ISO mais alto é usar a opção retrato. Assim, você irá conseguir balancear o ambiente, colocando em evidências as pessoas que estão na cena.

Se você usar uma lente 40 mm com abertura de f/2.8, você poderá diminuir um pouco o ISO e reduzir o ruído da imagem. A abertura maior trará mais desfoque ao fundo, aumentando o detalhe no primeiro plano, deixando assim a cena mais interessante.

Diafragma

A segunda recomendação de como fotografar com pouca luz é abrir o máximo possível o diafragma. Quanto mais aberto, mais luz irá entrar por ele em menos tempo. Isso também aumentará a velocidade do disparo.

No entanto, ao abrir muito o diafragma, o profissional corre o risco de errar o foco. Por isso, evite usar abertura em f/1.2. Use entre f/1.8 e f/2. Assim, se tiver 3 pessoas ou mais em cena, você conseguirá garantir que o foco fique mais ou menos nítido em todo mundo. Isso é ainda mais relevante em ambientes onde as pessoas estão se movimentando.

É importante ressaltar que as lente normais que vêm embutidas nas câmeras não permitem uma grande abertura. Por isso, para garantir a qualidade das imagens captadas com pouca luz é necessário comprar lentes específicas.

Foco

Como falamos, quando você abre muito o diafragma, fica mais difícil de focar. Isso acontece porque o sistema de foco das câmeras funciona baseado no contraste. Assim, se você apontar sua câmera para uma parede totalmente branca, ela não conseguirá focar.

Agora, se você inserir seu dedo entre a câmera e a parede, ela vai conseguir encontrar a distância em que está seu dedo porque ele irá gerar contraste.

O exemplo da parede branca também acontece na fotografia noturna. A lente fica tentando encontrar o foco e não consegue. Isso acontece porque ela não enxerga contraste suficiente para achar em que distância está o objeto a ser fotografado.

Mas não se preocupe porque há uma solução para essa situação. Use o laser do flash ou seu rádio flash. Ele emite uma luz vermelha que acerta as pessoas ou os objetos que você está querendo fotografar. Essa luz vermelha gera o contraste necessário para a câmera encontrar o foco.

Uma outra opção é a opção de foco manual.

Blog IpsisPro como-fotografar-com-pouca-luz-1024x575 Aprenda 6 técnicas de como fotografar com pouca luz

Velocidade do obturador ou tempo de exposição

A recomendação para essas variáveis é: usar menor velocidade do obturador ou maior tempo de exposição possível.

No entanto, o efeito colateral nesse caso é a possibilidade de as fotos ficarem tremidas ou não congelarem o que você deseja. Por isso, a velocidade ideal para usar em pouca luz é entre 1/25 e 1/60.

Também existem algumas soluções utilizando os modos de cenas prontas da sua câmera. Entre as opções, há o modo “Céu Estrelado”. Ele permite um tempo de exposição da imagem de até um minuto.

Durante esse tempo, o sensor estará exposto à imagem, permitindo várias tentativas até atingir o objetivo, que é a captura de uma foto sem perturbações.

Uso do flash como solução

Outra solução para evitar que as fotos fiquem tremidas ao fazer capturas com velocidade do obturador baixa é o uso do flash.

O flash joga sobre o objeto uma grande quantidade de luz em um curto espaço de tempo. Ao acertar o objeto ou as pessoas em cena, essa luz faz uma marca no sensor que não se apaga. Essa marca faz com que a gente enxergue a cena congelada.

Quer ver isso de forma palpável? Dispare o flash duas vezes na mesma foto. As pessoas irão aparecer duas vezes na mesma cena.

Assim, é possível colocar o obturador em uma velocidade mais baixa e usar o flash para congelar a cena.

Temporizador

Um recurso que pode ser usado também ao se reduzir a velocidade do obturador é o temporizador. Ele dará o tempo necessário para que a câmera ou objeto a ser fotografado parem de oscilar após o disparo do botão, impedindo que as imagens fiquem tremidas.

Utilize o modo RAW

Outra dica é utilizar o modo RAW para capturar as imagens. Ele permitirá a configuração do tempo de exposição da imagem e do balanço de branco. Além disso, possibilitará um melhor trabalho de pós-produção na foto.

Entenda melhor a diferença entre RAW e JPEG.

Equipamentos

Câmeras

Entre as dicas de como fotografar com pouca luz está o investimento em uma câmera profissional de boa qualidade. Essas câmeras possuem processadores de imagens bem mais potentes, com sensores óticos de extrema qualidade. Além disso, contam com mais recursos que as câmeras comuns.

Entre as câmeras profissionais, as mais indicadas são as que possuem controles manuais, já que elas permitem que você ajuste melhor a amplitude do diafragma, o tempo de disparo e configure recursos, como o Bulb.

O Bulb permite que o obturador mantenha-se aberto por mais de 30 segundos. Outro recurso interessante para ser usado na hora de capturar imagens com pouca luz é o modo “Céu Estrelado”, que falamos anteriormente.

Lentes

As lentes ideias para capturar imagens em situações onde a luz não é suficiente são as grandes angulares ou as com grande abertura, com pelo menos 50 mm e f/1.8. Isso porque elas possuem uma abertura maior para o diafragma.

As lentes de Estabilização da Imagem também são ótimos recursos para captar fotos com velocidade baixa sem registrar manchas e garantir que o fotolivro do seu cliente contenha imagens perfeitas!

Tripé

Para garantir a qualidade das fotos tiradas com pouca iluminação é essencial que o fotógrafo utilize um apoio para segurar a câmera. Os equipamentos profissionais utilizados para essa finalidade são o tripé e o monopé.

O uso do tripé ou do monopé irá garantir que a imagem não fique tremida, principalmente se você estiver usando um tempo maior de exposição.

Caso você não disponha desses equipamentos, você pode improvisar utilizando uma superfície plana e firme. Algumas possibilidades é utilizar muros, batentes, mesas, cadeiras, entre outras. Esses apoios evitam as oscilações causadas pela manipulação da câmera pelas mãos.

Se ainda assim o apoio não der a altura ideal para a fotografia que você deseja registrar, então segure a câmera de uma maneira firme, que impeça que ela trema. Um exemplo é deixar os braços rentes ao corpo e apoiar os cotovelos na cintura. Além disso, mantenha as pernas abertas para ajudar no equilíbrio.

Blog IpsisPro como-fotografar-com-pouca-luz-3 Aprenda 6 técnicas de como fotografar com pouca luz

Técnicas de iluminação para fotografia

Flash – usar ou não?

A resposta para essa pergunta é: depende! Em algumas situações, o flash se faz necessário, como no exemplo que demos, quando você precisa fotografar com menor velocidade do obturador ou maior tempo de exposição.

De modo geral, a recomendação é utilizar o flash. É claro que o flash irá atrapalhar um pouco a cena e mudar as pessoas de lugar, mas quanto mais luz natural você conseguir captar, mais fraco o flash irá disparar e mais natural a cena irá aparecer.

Assim, a melhor forma de usar o flash sem alterar muito a cena é usando o máximo de luz natural possível e jogando o flash como se fosse um bafinho de luz, apenas para congelá-la. Você vai conseguir iluminar a cena sem sacrificar muito as suas três variáveis. Ou seja, você não precisará reduzir tanto a velocidade do obturador. Também não será necessário aumentar muito o ISO e nem abrir tanto o diafragma.

O que você precisa fazer antes de começar a utilizar o flash nas suas fotografias é conhecer bem a sua potência. Assim, você conseguirá calcular melhor a distância que precisará ficar do objeto fotografado para que a luz do flash deixe a cena o mais natural possível. Conhecendo a potência do seu flash, você também conseguirá regulá-lo da melhor forma para cada situação.

Quando o uso do flash não é recomendado?

Além de situações em que uso do flash é proibido, como em museus, apresentações teatrais e reuniões, há outras ocasiões em que o uso do flash pode deixar a imagem muito escura ou impedir que a foto passe a mensagem desejada.

Por exemplo, em uma fotografia noturna com neblina, se você capturar a imagem sem o flash, terá como resultado uma foto com aspecto de mistério. No entanto, se utilizar o flash, esse ar de mistério se perde.

O flash também pode chamar objetos e elementos em primeiro plano e esconder os fundos.

Outro tipo de fotografia que não combina com flash são as de paisagem, já que o alcance do flash é muito curto. O flash ilumina tudo o que está à frente e escurece todo o fundo.

Rebatedor

Vamos ser sinceros: o rebatedor não resolve o problema de pouca luz do ambiente, mas ajuda bastante, principalmente em ambientes com teto alto e com pontos de luz. Isso porque esses pontos de luz costumam se dissipar. Ao usar o rebatedor, ele captura esses pontos de luz e os utiliza para compensar a deficiência de iluminação do ambiente.

Lanterna de celular

Outro macete de como fotografar com pouca luz é utilizar a lanterna do seu celular. Essa é uma dica fácil, prática e barata!

Se você está numa situação em que o uso do flash não é recomendado, usar a lanterna do seu celular irá garantir que o ambiente fique iluminado artificialmente.

Agora que você já sabe como fotografar com pouco luz para garantir que as imagens do fotolivro do seu cliente sejam impecáveis, aprenda também como fotografar contra a luz.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS:

FABRICA BLOG - 1

Sobre a IpsisPro

Transformamos ideias em imagens que saltam aos olhos! Seus clientes vão poder desfrutar do mesmo requinte de livros de arte e de renomados fotógrafos brasileiros através dos trabalhos da IpsisPRO.

Depois de mais de 70 anos no mercado e já consolidada como referência na América Latina em qualidade de impressão e tratamento de imagem, lançamos uma plataforma que proporciona o mesmo requinte de livros de arte para trabalhos de fotógrafos profissionais.

Fique por dentro das nossas novidades

Newsletter