como montar um portfólio de fotografia

Como montar um portfólio de fotografia? Te damos duas receitas para que você consiga fechar negócio na quarta foto!

dezembro 17, 2018

COMPARTILHE

Montar um portfólio é uma tarefa complicada para muitos profissionais. É preciso pensar como os clientes e cativá-lo logo de cara. Apesar de ser uma tarefa difícil, fazer um portfólio perfeito não é impossível.

Se você tem dúvidas de como montar um portfólio de fotografia impecável, veja duas fórmulas que irão fazer com que o cliente contrate antes de chegar na quarta foto!

O que é um portfólio de fotografia?

O portfólio é uma amostra do seu trabalho, do seu potencial, do seu estilo. Ele pode ser tanto uma compilação dos seus melhores trabalhos como uma amostra do melhor trabalho que você já fez.

O objetivo de um portfólio de fotografia é mostrar a um possível contratante do que você é capaz de fazer, o quão criativo e excelente profissional você é.

Ter um portfólio é indispensável para você conseguir clientes, já que ele vai funcionar como uma vitrine do seu trabalho. Por meio, dele é possível divulgar seus serviços de uma maneira mais organizada e sistemática.

Imagine a seguinte situação: você está atendendo um casal que pretende se casar no próximo ano. Eles pedem para ver suas fotos, mas você não tem amostras impressas e nem publicadas em lugar algum.

Assim, você precisará gastar um tempo procurando no HD as melhores imagens para mostrar aos noivos em meio a milhares de fotos.

Até você encontrar as imagens, os potenciais clientes já cansaram de esperar. Provavelmente vão achar que você é uma pessoa desorganizada, o que vai pesar negativamente para você na hora do casal escolher quem será o fotógrafo do casamento.

O portfólio de fotografia serve, inclusive, como uma poderosa ferramenta de marketing. Esse conjunto de imagens pode valorizar o seu trabalho e transmitir mais credibilidade aos futuros clientes.

Como fazer um portfólio de fotografia?

Listamos aqui que tipo de conteúdo é importante conter nessa amostra do seu trabalho e o que você deve evitar para deixar o seu portfólio de fotografia encantador e convencer seu potencial cliente de que você é a pessoa que ele está procurando para registrar um momento importante da vida dele ou seus produtos.

O que deve conter em um portfólio de fotografia?

Para você aprender a como montar um portfólio de fotografia, você precisa ter em mente que, além de representar o seu trabalho, um portfólio deve: impactar, emocionar, destacar e atestar a sua capacidade.

Como montar um portfólio de fotografia impactante? Para que seu portfólio chame a atenção, você precisa mostrar imagens interessantes, que prendam a atenção do interlocutor.

Para destacar e diferenciar o seu trabalho, é preciso selecionar fotos incomuns, diferentes das que as pessoas acabam encontrando no portfólio dos seus concorrentes.

A emoção também precisa ser inserida na amostra do seu trabalho. Exceto no mundo empresarial, ninguém compra fotografia porque está precisando. As pessoas compram fotografias pelo seu lado afetivo e emocional. Assim, é importante que o conteúdo do seu portfólio mostre que você consegue captar a emoção e a espontaneidade dos seus clientes.

Ao olhar o seu portfólio, o cliente também tem que ter certeza da sua capacidade, de que você sabe o que está fazendo. Por isso é importante que você inclui fotos muito bem construídas tecnicamente.

Para que o potencial cliente tenha a segurança que você domina a técnica da fotografia, você precisa mostrar fotos que represente muito bem aquilo que está sendo contextualizado, retratado.

O que o portfólio de fotografia não pode ter

Para entender como montar um portfólio de fotografia é preciso saber o que você não deve colocar nessa amostra do seu trabalho. Não insira no seu portfólio:

– Fotos pessoais: as fotos do seu cachorro, da sua namorada, de uma amiga que você fez um ensaio podem ter ficado maravilhosas, mas não as use. Seu portfólio precisa passar a impressão que foi feito inteirinho com material de clientes;

– Fotos de por do sol, passarinho e flor: esses itens refletem um amadorismo. Ao inserir essas fotos no seu portfólio dá a impressão que você acabou de começar e está deslumbrado com a fotografia. Por mais que você tenha feito uma foto de por do sol espetacular, não coloque-a no seu portfólio;

– Uma foto de cada trabalho e quatro fotos de um único trabalho: você deve colocar todas as fotos de um único trabalho ou uma foto de cada trabalho;

– Muitas fotos: um bom portfólio tem entre 10 e 20 fotos. O cliente compra o seu trabalho até a quarta foto. Na quarta, ele já sabe se quer você ou não;

– Fotos coloridas e fotos preto e branco misturadas: faça o portfólio inteiro P&B ou faça o portfólio inteiro colorido. Essa é uma questão de harmonia visual. Se você quer apresentar um trabalho P&B, apresente outro livro (portfólio) com o trabalho destinado ao P&B. No mundo da fotografia, P&B não é para deixar uma foto legal, o P&B é uma linguagem e você não deve misturar as linguagens no portfólio. Você deve ter um único trabalho, com uma única linguagem, comunicando uma única ideia;

– Fotos com filtros muito diferentes: se você gosta de filtros pesados, tente não colocar fotos com filtros muito diferentes em um mesmo portfólio. Busque organizar o seu portfólio com imagens que contenham filtros harmônicos entre si;

– Fotos com diferentes orientações: não coloque uma foto na horizontal e outra na vertical. As fotos em diferentes orientações obrigam o cliente a ficar virando o fotolivro e isso não permite que ele faça uma imersão nas imagens. O ideal é manter o portfólio inteiro em uma mesma orientação;

– Muitos elementos gráficos: evite a poluição visual. Não tente mostrar muitas fotos, muito trabalho, muita competência em um único portfólio. Não tente aproveitar as páginas com fotos de um único ensaio. O ideal é ter uma única foto por página. Coloque a melhor foto de cada ensaio;

– Textos: um portfólio de fotografia não é uma revista e o cliente não está interessado em ler textos. No máximo, palavras curtas ou frases curtas, mas apenas se for essencial.

No entanto, é importante lembrar que nada é regra. Você tem a liberdade de usar a sua criatividade da melhor forma possível. O que pretendemos mostrar aqui são as melhores práticas de como montar um portfólio de fotografia.

Como conseguir conteúdo

Para quem está começando, vale a pena convidar pessoas conhecidas para uma sessão gratuita de fotos, que servirá como portfólio futuramente. Ele vai atribuir valor ao seu trabalho.

O portfólio de fotografia vai destacar o seu trabalho em relação ao trabalho dos concorrentes.

Mas lembre-se: você não pode apresentar um portfólio de matar e entregar um serviço ruim ou mais ou menos. Você tem que entregar um trabalho a altura do que prometeu em seu portfólio.

Como montar um portfólio de fotografia?

A primeira coisa que você precisa refletir antes de montar um portfólio de fotografia é se o seu trabalho é melhor visualizado em ensaios completos ou em imagens individuais.

Por exemplo, temas como moda geralmente exigem uma linha de pensamento por trás do conjunto de fotos.

Já temas como comida, imagens conceituais e paisagens funcionam bem em fotografias individuais.

Essa escolha é muito importante de ser tomada antes de decidir qual site irá abrigar seu portfólio ou qual diagramação fazer para o seu fotolivro.

Neste artigo, vamos te ensinar duas formas de se fazer um portfólio de fotografia: top 20 melhores fotos e portfólio por cenas.

Portfólio Top 20 melhores fotos

Se você está começando agora e não tem nenhum material pronto para mostrar o seu trabalho, o jeito mais rápido e fácil de montar esse primeiro portfólio de fotografia é no estilo “top 20 melhores fotos”.

Para fazer esse portfólio, você irá selecionar as 20 melhores fotos que você já tirou na vida. Na hora de selecionar essas imagens, leve em consideração o que deve e o que não deve conter em um portfólio de fotografia, como mencionamos anteriormente.

A foto de capa precisa ser uma foto neutra e leve. Já a primeira foto do seu portfólio deve ser impactante. Aquela foto que o cliente vai olhar e pensar (ou falar): “Uau! Que foto!” Pode ser uma foto em contraluz que deu muito certo ou uma foto bem contrastada, por exemplo.

Blog IpsisPro imagem-1 Como montar um portfólio de fotografia? Te damos duas receitas para que você consiga fechar negócio na quarta foto!

A segunda foto deve ser emocional. Ela precisa emocionar, ganhar o seu cliente pelo coração, pela emoção que a imagem transmite.

Blog IpsisPro imagem-2 Como montar um portfólio de fotografia? Te damos duas receitas para que você consiga fechar negócio na quarta foto!

A terceira foto deve atestar. Essa é aquela foto que vai vender o seu trabalho com uma qualidade técnica. É aquela foto impecável tecnicamente, que tem os elementos harmônicos. Mesmo que ela não tenha tanta emoção nem tanto impacto, ela deve ser a foto que o cliente espera que você faça. Essa é a foto que vai vender a sua capacidade.

Blog IpsisPro imagem-3-1024x683 Como montar um portfólio de fotografia? Te damos duas receitas para que você consiga fechar negócio na quarta foto!

Da quarta foto em diante, o cliente já entra no modo automático. Ele vai olhar o portfólio de modo ritmado. Não vai mais buscar você naquela imagem e nem vai mais tentar atestar a sua capacidade, qualidade, emoção, olhar. A partir da quarta foto, o cliente já decidiu se gosta ou não do seu trabalho.

Assim, da quarta imagem até a última, você vai fazer a venda, argumentando sobre o seu trabalho.

Antes de o cliente chegar na quarta foto, você deve ficar em silêncio. Não explique as fotos para o cliente. Deixe ele olhar o seu fotolivro tranquilamente, sozinho com os pensamentos dele.

Depois que ele passar a quarta foto, é que você vai entrar com o seu plano de vendas. Você vai argumentar usando os gatilhos de venda para fazer ele querer fechar o negócio com você.

Afinal de contas, é para isso que você está mostrando o seu portfólio. Você está tentando fazer uma venda. Mesmo que o cliente não feche negócio com você, se ele gostar do seu trabalho, ele vai replicar, contar para os amigos, e fazer o famoso boca-a-boca.

Portfólio por cenas

Outra forma de como montar um portfólio de fotografia é construir um fotolivro por cenas. Esse é considerado um portfólio mais profissional e leva mais tempo para ser construído. Ele é perfeito porque é feito de um único trabalho e passa a sensação para o cliente de que a entrega para ele também vai ficar daquele jeito. Não é uma coletânea das fotos que você deu sorte.

O portfólio impecável mostra que o seu trabalho todo é perfeito, que você entrega um material harmonioso, estiloso, impecável. E sabe qual é a melhor parte? Temos uma fórmula para você fazer esse tipo de portfólio.

O primeiro conceito que você deve levar em consideração para montar um portfólio por cenas é o conceito de identidade visual. O portfólio todo tem que ser uma unidade: ter as mesmas cores, o mesmo estilo, o mesmo olhar, a mesma linguagem.

Se você trabalha com ensaios, por exemplo, como fazer um portfólio de fotografia por cena? Você não precisa usar as fotos de um trabalho que você fez para um cliente. Você pode construir esse portfólio contratando uma modelo.

Assim, você poderá fazer as fotos ideais para passar a mensagem que deseja no seu portfólio, fazendo um trabalho redondinho, que representa perfeitamente o seu trabalho, estilo e qualidade.

A partir de agora, vamos usar a imaginação para que você consiga visualizar junto com a gente a imagem de um portfólio perfeito.

Vamos supor que você contratou uma modelo e fez um ensaio em uma estrada com montanhas ao fundo. Uma foto importante que você precisa fazer é uma foto de capa. Ela precisa ser neutra, leve, mas bastante representativa do conteúdo que tem dentro desse portfólio.

Assim, a capa pode ser uma foto da paisagem, sem a modelo e sem efeitos. Você vai chegar nessa localização no melhor horário possível para fotografar e vai fazer uma foto da paisagem.

Essa foto de capa pode ser de uma folha caída ao chão em primeiro plano e a paisagem desfocada ao fundo ou uma marca de pneu em primeiro plano ou qualquer outro elemento relacionado a sua produção.

É importante deixar um espaço de respiro para que você possa colocar o seu nome, ou o nome do portfólio ou um nome para esse trabalho.

Nesse formato de portfólio, você não precisa impactar o cliente na primeira foto, nem emocioná-lo na segunda foto. Você não precisará usar essa lógica porque o álbum todo, como um conjunto, irá impactar, emocionar, destacar e atestar.

Foto 1: Plano Geral – Ambientação

Na primeira foto, você vai deixar o cliente confortável em relação ao trabalho. Ele vai se sentir em casa quando abrir o fotolivro. Como que isso vai acontecer? Você vai colocar uma foto de plano geral. Você pode até usar uma foto parecida com a da capa, incluindo a modelo nessa cena ao fundo ou desfocada em primeiro plano.

O importante dessa imagem é fazer a ambientação para que o cliente mate a curiosidade de onde foi feito o ensaio.

Foto 2 – Corpo Inteiro

Na segunda imagem, o cliente já viu o ambiente, já viu onde está. Agora ele quer ver o “quem”. Então, você deve inserir uma foto de corpo inteiro da modelo. Assim, o cliente terá noção de como a modelo se insere naquela cena.

Foto 3 – Plano Americano

Na terceira imagem, você vai dar um plano americano. Vai cortar os pés da imagem, eliminar o respiro em cima da cabeça e vai deixar mais próximo para que o cliente veja a roupa e a expressão corporal da modelo. Você pode buscar grandes expressões corporais, movimentos abertos com o corpo.

Foto 4 – Meio Corpo

Na quarta imagem, você vai fechar para meio corpo e buscar uma expressão facial mais forte. Agora é uma imagem mais emocional.

Foto 5 – Retrato

A próxima imagem é um plano de busto. Você vai fechar pelo peito para captar uma ótima expressão facial. É aqui que você capta a beleza da modelo, a beleza da sensação emocional que ela está no ensaio. Essa foto tem que ser muito verdadeira. É preciso fugir do ensaio posado. Você precisa captar a emoção verdadeira da modelo.

Foto 6 – Detalhe

Na sexta imagem, você irá inserir uma foto de algum detalhe da modelo. Pode ser as mãos, os pés descalços no asfalto, um detalhe da manga da blusa caída, uma joia na orelha ou um detalhe do vestido nas costas.

Essa é a parte que você satisfaz a curiosidade do cliente em ver a personagem principal de perto. O cliente já sentiu a emoção da modelo e já chegou perto do rosto. Agora, ele irá ver de perto algo que fugiu no enquadramento anterior.

Foto 7 – Close de Rosto

Esse é o clímax do seu portfólio: um close de rosto. Nesse close de rosto você pode arriscar um corte ousado, cortando a imagem pela testa.

Uma dica: é mais importante mostrar o colo do que a parte de cima da testa. Deixando o colo e cortando a testa, você tem uma imagem mais impactante, um enquadramento mais moderno, sem nenhuma perda. Nessa foto é preciso captar o máximo de emoção que você conseguir.

Foto 8 – Meio Corpo Novamente

Depois do close, o ideal é voltar para uma foto de meio corpo na tentativa de mostrar outra expressão corporal. Se você tinha uma imagem de meio corpo emotiva na foto 4, agora você vai mostrar uma foto de meio corpo brincalhona. Se você mostrou uma foto saltitante na imagem de meio corpo anterior, agora você irá exibir uma foto concentrada.

Foto 9 – Detalhe da Cena

Agora, você irá mostrar um detalhe da locação e não da modelo. Pode ser um detalhe de um toco que está ali, ou uma janela velha, ou um retrovisor. Isso irá tirar o cliente de dentro do fotolivro e trazê-lo de volta ao mundo externo.

Foto 10 – Encerramento da Série

Para finalizar, você vai inserir uma foto de saída, uma foto que claramente encerra o portfólio. Aquela foto que o espectador sabe que é a última. Por exemplo, a modelo de costas lá no fundo ou os pés fotografados por trás indo embora, distante.

No vídeo abaixo, você encontra uma explicação mais detalhada desse tipo de portfólio.

Faça portfólios por temas

Esse é um ponto importante para você aprender a como montar um portfólio de fotografia. Um portfólio perfeito é um portfólio adequado. Ou seja, dedicado ao segmento de fotografia que o cliente está buscando.

Digamos que uma empresa especializada em alimentos procure seu trabalho graças às fotografias de comida. Muito provavelmente, quem irá avaliar seu portfólio não estará interessado em ver suas fotos de casamento, retratos ou outros tipos. Essa pessoa quer suas melhores fotos de comida.

Por isso, muito cuidado na hora de pensar a organização dos temas. O ideal é criar portfólios separados para cada tipo de fotografia. Nada de deixar misturado, pois pode ficar confuso e tirar o impacto da qualidade do trabalho dentro de cada segmento.

Formatos para apresentação

Com todo o seu material em mãos, você necessariamente precisará apresentá-lo e, para isso, existem os formatos digital e impresso.

Por que eu preciso ter um portfólio virtual?

Além de ter um portfólio físico, impresso em um fotolivro, você também precisa ter um portfólio online. Todos os dias, milhares de pessoas buscam por fotógrafos na internet e se você não estiver lá, irá perder muitas oportunidades de mostrar o seu trabalho e captar clientes.

Veja outros benefícios de ter um portfólio virtual:

– Você poderá criar anúncios online;
– Você irá promover seus serviços e novos produtos;
– Você poderá utilizar técnicas de marketing digital para atrair clientes de fotografia;
– Você poderá criar uma lista de clientes e seguidores;
– Você conseguirá estabelecer novas parcerias;
– Você irá divulgar o seu currículo e seus projetos mais importantes;
– Você poderá agregar valor ao seu trabalho com depoimentos de clientes satisfeitos.

Como fazer um portfólio de fotografia online

Existem diversos sites que auxiliam na criação de portfólios legais. As plataformas mais conhecidas são: Kawek, Wix, WordPress, Behance, Krop e até mesmo o Flickr.

O ideal é que o site escolhido seja minimamente customizável, não tenha um limite tão pequeno de fotos, seja responsivo (ou seja, fique bom tanto em tela de computador quanto de celular) e ofereça uma apresentação satisfatória às suas fotos.

Comece analisando os tipos de portfólio de fotografia mais populares. Procure inspiração em fotógrafos mais requisitados. Só tome cuidado para não copiar a essência de outros portfólios. Lembre-se de que criar um material exclusivo e único, com a sua cara.

Caso não queira usar modelos prontos de plataformas e esteja interessado em oferecer material de maior qualidade, bonito e com muitas opções de interação, procure um profissional que monte um site do jeito que você preferir.

Importante: em seu portfólio virtual é preciso ter em um local bem visível os contatos. Imagine se alguém descobre o seu trabalho, fica interessado, e não sabe como falar com você? Frustrante para os dois lados, não é? O ideal é ter uma área (as chamadas “abas” ou “categorias”) destinada especificamente para isso. E-mail, redes sociais do seu estúdio, cidade e estado onde trabalha e até mesmo seu telefone comercial pode aparecer neste local.

Exemplos de portfólios virtuais de fotografia

Nois7

O Robert Jahns é um dos fotógrafos e artistas digitais mais conhecidos no mundo atualmente. Sua presença online é muito forte no Instagram, onde possui mais de um milhão de seguidores. O Robert usa seu site principalmente como uma loja virtual, vendendo impressões personalizadas de grande parte de seu acervo.

Jeremy Gryst

Esse site é o exemplo perfeito de equilíbrio entre duas trajetórias profissionais. As fotos do Gryst se dividem entre retratos e casamentos. Para que o público sempre encontre o tipo de conteúdo que está procurando, o Jeremy faz a bifurcação dos caminhos já na página inicial. Para explorarem outros aspectos de seu trabalho, basta escolher outra opção no menu fixado na parte superior da tela.

Louise Amelie Whitehouse

As fotos da Louise registram o mundo a partir de uma perspectiva minimalista, e este estilo se reflete em seu portfólio de fotografia online. O trabalho da fotógrafa é dividido em galerias individuais para cada lugar e estação, de forma que cada uma mantém sua homogeneidade visual. Uma visão geral de seu estilo pode ser vista em sua loja virtual, onde ela venda algumas cópias digitais.

Creature Portraits

O Creature Portraits é uma série na qual o fotógrafo Dean Chapple exibe suas habilidades como fotógrafo de animais domésticos através de retratos coloridos de todas as espécies de bichinhos.

Alicia Wiley

Se quer tornar seu site inesquecível, siga os passos da Alicia. Esta fotógrafa de casamentos personalizou cada detalhe. Desde a tipografia manuscrita às ilustrações em aquarela, das extensas descrições aos elaborados formulários de contato, tudo é personalizado.

Por que eu preciso ter um portfólio físico?

Um portfólio de fotografia impresso bem feito será útil na hora de você apresentar o seu trabalho em uma reunião, por exemplo. Então é bom sempre ter à mão um fotolivro bem caprichado, feito do seu jeito e, de preferência, adequado para o tipo de fotografia que você está tentando vender ao cliente.

É interessante também ter em mente que o principal objetivo de quem contrata um serviço especializado em fotografia é produzir fotos impressas para colecionar em álbuns, porta-retratos, quadros na parede, enfim, para expor e não apenas arquivar em um dispositivo.

Assim, é importante ter um portfólio impresso para que o seu potencial cliente confira como fica o seu material após a impressão, a qualidade das suas fotografias.

Se você ainda não tem um portfólio impresso. O passo seguinte após escolher as imagens e definir a história que você vai contar é começar uma diagramação. É aí que começa o seu diferencial.

Como diagramar um portfólio de fotografia

Uma foto sozinha pode ser linda, mas se diagramada dentro de um álbum, juntamente com um conjunto de fotos, ela consegue ir além e transmitir toda a emoção contida naquele momento.

Se você nunca diagramou e está meio perdido nessa parte, leia aqui o nosso artigo sobre o que é diagramação e confira 15 dicas para deixar o seu portfólio em formato de fotolivro impecável.

Uma ferramenta muito simples e intuitiva para quem está começando a diagramar é o IpsisPRO Designer. Além disso, ele irá enviar seus fotolivros diretamente para impressão. Veja um passo a passo de como usar essa ferramenta aqui.

Lembre-se que para ter um portfólio físico de qualidade também é preciso ter uma impressão de qualidade. Isso a IpsisPRO garante para você!

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS:

FABRICA BLOG - 1

Sobre a IpsisPro

Transformamos ideias em imagens que saltam aos olhos! Seus clientes vão poder desfrutar do mesmo requinte de livros de arte e de renomados fotógrafos brasileiros através dos trabalhos da IpsisPRO.

Depois de mais de 70 anos no mercado e já consolidada como referência na América Latina em qualidade de impressão e tratamento de imagem, lançamos uma plataforma que proporciona o mesmo requinte de livros de arte para trabalhos de fotógrafos profissionais.

Fique por dentro das nossas novidades

Newsletter